terça-feira, 9 de abril de 2013

Três anos passaram e a saudade só aumentou...


“De mais ninguém, senão de ti, preciso:
De todo sereno olhar, do teu sorriso,
Da tua mão pousada no meu ombro.
Ouvir-te murmurar “espera e confia!”
E sentir converter-se em harmonia,
O que era, dantes, confusão e assombro.”


Inicio este post, com o mesmo poema que iniciei no dia 9/4/2010 ( Aqui ). 

Podia hoje, também, voltar a dizer-te o poema que te escrevi ( Aqui) e que foi lido naquela que foi a tua "última missa", sinto cada palavra da mesma forma...

Passaram já 3 anos, desde que o meu celular em Timor-Leste tocou e do outro lado, a tua filha, me disse, "Catarina...a mãe....a mãe morreu....ás 12h05, a mãe morreu...." 

Jamais esquecerei esse momento, em que senti todo o meu corpo tremer e o meu coração cair despedaçado no chão...Jamais esquecerei esse dia em que me espetaram, sem aviso prévio, uma seta na alma e em que me arrancaram um pedaço de mim mesma, uma metade completa....

Muitos dias passaram desde esse dia, esse triste dia 9 de Abril de 2010....O dia mais triste de toda a minha existência...Em que eu estava, nada mais, nada menos, do que no outro lado do mundo....E tu, partias para o Pai...

Não consigo encontrar palavras para te descrever tudo o que tenho sentido e vivido nestes três anos... Não consigo expressar em palavras, a saudade que sinto de ti, a falta que tu me fazes....Não consigo, minha querida, contabilizar os biliões de lágrimas que já chorei....E não consigo, pôr em palavras, o quanto a minha vida sem ti mudou, tudo o que mudou no meu dia-a-dia e acima de tudo no meu coração...

Existem muitas pessoas que me batem nas costas e me dizem que um dia tudo vai passar, que um dia vai deixar de doer, esta falta de ti... Mas eu sei que é mentira, eu sei que nunca vai passar. Eu sei que esta saudade de ti, só vai aumentar em cada dia...Eu sei, eu sei mana, porque eu te amo e porque o amor nunca passa... Eu sei, porque em cada dia que passou desde que partiste a saudade mudou apenas numa forma: AUMENTOU....e aumenta mais a cada dia que passa...

No meu celular, ainda está o número do teu...E não o consigo apagar...Sei lá, é como se com isso, te perdesse ainda mais...Há quem me chame maluca, ou diga que estou a prolongar o sofrimento... Que chamem...Se te posso ter aqui, comigo, um milímetro que seja, eu vou ter...

No meu celular, o teu número de casa ainda está registado como "Bá Casa"....E sempre que me ligam, o meu coração por segundos espera que sejas tu...

Enquanto estive em Portugal, deixei de ir a alguns lugares, deixaram de fazer sentido sem ti...

Na minha alma, deixei morrer um pouco de mim. Foi contigo, no dia em que tu partiste!!!

Ah mana! Tu fazes-me tanta, tanta falta! Em tudo! Não há uma única parte de mim, da minha alma e do meu coração, que não sinta a tua falta... 

Escrevi-te uma carta...Durante o Cerco de Jericó, frente a Jesus Sacramentado, escrevi-te uma carta. Grande parte do tempo, a chorar, fosse por dentro, fosse por fora...Escrevi-te porque sei que preciso de te deixar partir... Eu sei. que preciso e que tu precisas que o faça... Não é esquecer-te, como muitos me dizem pra fazer, é apenas assumir no meu coração que tu já não estás, é parar de acordar todas as manhãs na esperança de que tudo isto não passe apenas de um sonho mau e que tu me vais ligar e vamos rir e falar e falar e falar...como sempre fizemos... É parar de acordar todas as manhãs pensando que vou chegar a Portugal e tu vais estar lá, para me receber, como me disseste que estarias no dia em que embarquei para Timor... É parar de adormecer todos os dias a chorar por ainda não ter sido esse o dia em que tu me ligaste....

Ainda não consegui ler essa carta... Vou hoje, com todas as minhas forças, fazê-lo, junto com Deus Pai. Sei que vou chorar, sei que vou sofrer ainda mais, sei que até devo ir gritar de dor (como aconteceu quando morreu a nossa avózinha, lembras-te?) mas sei que é necessário, que precisamos disto...Que preciso, no meu coração, assumir que tu já não estás.

Eu sei, que tu estás junto de Deus Pai. Que Ele te recebeu e que junto d'Ele estás a olhar por nós, por todos os que te amam e que ainda hoje esperam que tudo não passe de um grande pesadelo e que voltes para nós. Acredito que um dia, no céu, te voltarei a encontrar e a abraçar e que ficaremos juntas por toda a eternidade. Eu sei. E também sei, que Deus te chamou porque era a tua hora e que não podia ter sido de outra forma. Sei que Deus te ama. Sei que Deus me ama. Sei que Ele entende toda esta dor no meu coração. E sei que é Ele quem a acalmará, quando achar que é o tempo. 

Há quem pense que eu, por ser missionária, não posso ter esta dor, não posso demonstrar este tipo de sentimentos de saudade e de melancolia. Há quem pense que eu, sendo exemplo para tantas pessoas, deveria calar a dor, em vez de falar nela. Há quem pense que eu, por ser missionária, sou a super mulher, perfeita e sem sofrimento. Há quem pense estas barbaridades, imagina tu... 

Tu e Deus sabem que eu sou apenas um ser humano. Sou pequena, frágil, pecadora. E que também sofro e choro. Que também sinto saudades, que também me zango, que também....enfim...Que sou missionária sim, sou feliz sim, mas sou um ser humano, com sentimentos...E não posso, não seria coerente e seria até muito pouco cristão, dar uma imagem de alguém que não sou....E isso seria o que aconteceria se eu não mostrasse também o sofrimento...

Sim, eu sofro. Sim, a tua falta, a falta que tu fazes na minha vida é uma dor inexplicável, indescritível. Inapagável. Este vazio, que tu deixaste, ninguém, mas mesmo ninguém o pode preencher. A saudade, ah a saudade aumenta a cada dia que passa. E vai continuar a aumentar em cada dia, eu sei. No fundo, acho que todos sabem disso, e que quando me dizem "vai passar" é apenas porque sabem que não há nada que conforte...

Passaram três anos desde que partiste e hoje, como nesse dia, eu só queria que o tempo parasse e que tu ainda estivesses aqui, que ainda te pudesse abraçar e dizer-te olhos nos olhos que te amo, que me fazes falta, que preciso de ti...

Agora entendo o que significa "Eterna saudade".... E entendi, no mais profundo da minha alma....

Olha por mim, por nós, querida mana, amiga, confidente, metade de mim...Olha por mim, por nós aí junto de Deus....

Amo-te, com tudo o que sou, nunca te esqueças disso...


3 comentários:

Mayla Sangaletti disse...

Cah meus sinceros sentimentos a ti minha amiga do fundo do meu coração eu entendo sua perda,mas não esqueças voce teve que deixa-la partir , aguentar firme,mas sabendo que o nosso Deus ganhou um ANJO ! Bençãos sejam derramadas ao seu coração cah <3

Anónimo disse...

A saudade e um sentimento a quem chega quem amou, e as pessoas que se doam ao outros como tu sao exemplo de coregem em todos os seus atos e este fou um dos mais bonitos que eu já vi.
A saudade nao passa mas fortalece se com o senti emnto de alegria e de boas memorias que confortam quando tudo esta mal
Obrigada pelo teu exemplo :)

Carlos Santos disse...

Lindo. Chorei. Tenho saudade e ela aumenta mais.